Adaptando-se à respiração
Durante a gestação suas vias respiratórias do seu bebê estavam cheias de líquido. Ao nascer, seu bebê experimenta a sensação do ar em contato com seu corpo e como veículo para conseguir o oxigênio. A respiração dele é diferente da sua e costuma estar cheia de sons espontâneos. Todas essas variações que apresenta um bebê ao nascer em relação a sua respiração correspondem à adaptação lenta que irá tendo ao longo do primeiro ano de vida.

O relaxamento em seu corpo
Em diferentes ocasiões você pode observar como seu pequeno corpo fala do seu estado de maior ou menor ansiedade. Em momentos de tensão poderá encontrar seus punhos fechados, suas extremidades muito próximas a seu corpo e o seu cenho franzido. Em outras situações, como enquanto dorme nos seus braços, é possível ver seu corpo e seu semblante absolutamente relaxados. Seja qual for a situação pontual, interpretar seus estados através da observação geral do seu corpo pode ajudá-la a saber como atuar de acordo a o que seu bebê está comunicando.

O choro é parte da sua comunicação
Apesar da angústia que possa chegar a sentir quando seu bebê chora, é importante que saiba que também é uma parte da sua comunicação. Nem sempre ele está sentindo dor quando chora e somente o fato de colocá-lo em seus braços já faz com que se acalme. Ele necessita disso, do seu contato e calor para poder se acalmar. Você irá descobrindo os diferentes motivos do choro e as diversas maneiras de acalmá-lo. Será uma tarefa importante para estreitar o vínculo que cresce dia a dia.

recem-nascido-18-cuidados-essenciais-3

O descanso do seu bebê
Em seus primeiros dias, os períodos de descanso serão bastante prolongados. Durante os primeiros três meses isso irá reduzir bastante. Em seu tempo de vigília, o bebê busca explorar com seus sentidos o novo mundo que o rodeia. Isso torna-se uma atividade esgotante. Não é necessário que se esforce para fazer o seu bebê dormir, mas é necessário que saiba que ele dorme e descansa quando tem as suas necessidades satisfeitas, por exemplo, alimentação, higiene, passeios, carícias.

recem-nascido-18-cuidados-essenciais-8

Banho na banheirinha
Assim que o coto umbilical cair, o bebê está pronto para tomar seu primeiro banho na bacia, na banheirinha ou mesmo em uma pia com água aquecida corrente. Forre o fundo com uma toalha para ficar mais macio. Além disso, uma pessoa por perto sempre ajuda. Tenha todas estas coisas prontas antes de despir o bebê e encher a banheira:

  • uma toalha grande com capuz;
  • uma toalhinha macia para lavar o bebê;
  • bolas de algodão;
  • sabonete infantil em barra ou líquido;
  • shampoo infantil, se necessário;
  • escova ou pente apropriados.

 

Embora o sabonete tenha sido incluído na lista, muitas vezes não é necessário usá-lo. Ele pode remover os emolientes naturais e ressecar a pele do bebê. A água é suficiente para eliminar a maior parte da sujeira acumulada.

Tente colocar um paninho macio aquecido sobre a barriga do bebê para que ele não sinta frio. Os primeiros banhos não precisam ser demorados nem complicados, desde que cumpram seu objetivo. Segure o bebê com segurança e limpe delicadamente a sujeira ou a descamação acumulada.

0044110003az

Nunca deixe o bebê solto durante o banho. Isso é óbvio para os recém-nascidos, porém também se aplica aos bebês maiores que já se sentam sozinhos. Sempre apoie a cabecinha e as costas do bebê sobre suas mãos enquanto o lava. Durante o banho, limpe muito bem:

  • as regiões genitais e de contato com a fralda;
  • as regiões genitais e de contato com a fralda;
  • rosto e pescoço. Se houver alguma sujeirinha ao redor dos olhos, use uma bola de algodão para eliminá-la com um movimento delicado, de dentro para fora.

Sujeirinha escondida
Os recém-nascidos podem não ficar muito sujos, mas acumulam sujeira nos locais menos esperados. Não esqueça de lavar:

  • as dobrinhas atrás dos joelhos, do pescoço e das coxas;
  • as axilas – pode haver acúmulo de felpa da roupa.
  • atrás das orelhas.

8

 

Cuidados com o cabelo
Nem todos os bebês nascem cabeludos, mas se seu bebê tiver muito cabelo, lave-os sempre que necessário com um shampoo infantil neutro, para não irritar os olhos. Aplique uma pequena quantidade de shampoo e deixe agir por alguns instantes antes de enxaguá-lo. Não é necessário esfregar ou massagear nesta idade. Lave o cabelo do bebê por último, assim ele não terá de ficar na água cheia de sabão.

Não se surpreenda se o bebê chorar durante os primeiros banhos. O choro é apenas uma reação a uma sensação desconhecida. O ambiente deve estar quente e a temperatura da água morna. Acaricie e converse com o bebê para acalmá-lo. Em breve o banho será um momento adorável.

bb1

Cuidados na hora do banho

O bebê pode se divertir muito durante o banho. Mas por uma questão de segurança, é importante lembrar que: a água deve estar na temperatura adequada e o bebê nunca deve ficar sozinho.

Água muito quente
A pele do bebê é mais sensível do que a do adulto. Portanto, a temperatura da água que lhe parece boa estará muito quente para o bebê. Antes de começar o banho, verifique a temperatura com a parte anterior do pulso ou com o cotovelo; essas áreas são mais sensíveis ao calor do que as mãos. A água deve estar morna, mas não quente! Pense nisso:

  • para evitar queimaduras acidentais, teste sempre a temperatura da água.

Banhodebeb

Sozinha em casa?
Nunca deixe o bebê sozinho durante o banho , nem mesmo por alguns segundos para atender o telefone ou a campainha. Ele pode se afogar. Não se arrisque. Se tiver que fazer alguma coisa durante o banho do bebê, envolva-o em uma toalha e leve-o junto.

Artigo adaptado extraído de http://www.pampers.com.br/artigos-cuidados-com-recem-nascido

 

Não percam em seguida artigo sobre cólicas. O que fazer?

 

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *